PUBLICIDADE

4.0 - MANUAL

Tratamento com radiofrequência elimina flacidez, celulite e gordura localizada

Com a chegada do verão aumenta a procura por tratamentos que diminuam a flacidez da pele, as linhas de expressão, celulites e, claro, a gordura localizada. A radiofrequência está entre os procedimentos estéticos aplicados no corpo e rosto para essas finalidades, sendo bastante conhecida por sua eficácia e efeito duradouro.

O procedimento é realizado com um aparelho preparado para a emissão de ondas em frequências específicas para elevar a temperatura da pele para aproximadamente 42ºC, aumentando a produção de mais fibras de colágeno e elastina, o que resulta no firmamento da pele. Além disso, a alta temperatura rompe as membranas das células de gordura, eliminando-as do corpo.

Segundo a esteticista Fernanda Secco, do Espaço Pathricia Prieto, a diferença já pode ser observada logo após a primeira sessão. “É um resultado progressivo e, por isso, quanto mais sessões a pessoa fizer, maiores e melhores serão os resultados. Lembrando que é recomendado o espaçamento de 15 dias entre uma sessão e outra”, afirma.

Além de eliminar celulite, gordura localizada e flacidez, a radiofrequência promove melhora na microcirculação e na hidratação da pele, bem como no aumento da oxigenação, o que acelera a eliminação de toxinas do corpo. “É um procedimento que beneficia também a vasodilatação local, o incremento da circulação sanguínea e promove maior atividade metabólica e enzimática”, explica a profissional.

O procedimento é indicado para adolescentes e adultos saudáveis, que tenham a pele íntegra. Entretanto, não pode ser realizada em gestantes, pacientes em tratamento quimioterápico, com febre, prótese metálica na região a ser tratada, hipertensão arterial ou diabetes. Fernanda explica também que a região da tireoide é a única parte do corpo na qual não se aplica a radiofrequência.

Foto: Reprodução