PUBLICIDADE

Sylvia de Castro

Sylvia de Castro: O inesperado fez uma surpresa…

Por: Sylvia de Castro
Colaboração: Amaro Leandro
E o casamento de Eder Meneghine, que seria com o mineiro Dyl Reis, acabou sendo com o chef Hugo Oliveira, seu ex, com quem viveu por 18 anos. A mudança de noivo aconteceu na véspera, depois de um fim de caso que virou caso de polícia. Com os convites distribuídos há mais de dois meses, cerimônia toda montada, com pompas e circunstâncias, no Solar das Palmeiras – décor de abacaxis prateados e plumas brancas, DJs Alexandre Capelli e André Werneck nas carrapetas, o sax e a voz de Felipe Schmitt, cerimonial de Jaqueline Barreto –  Eder resolveu que a festa tinha que continuar. Pediu seu ex em casamento e foi aceito. Até a hora, poucos convidados mais íntimos sabiam da mudança. Mas acostumados ao inusitado e inesperado na vida e nas festas de Eder, não foi uma surpresa tão grande. Todos ficaram muito felizes por saberem da história antiga dos dois. Entre lágrimas e gritinhos dos 100 convidados, tombo de Isabelita dos Patins que levava as alianças, o que mais se ouvia é que Deus escreve certo por linhas tortas. Fotos Paulo de Deus.

Hugo, Vera Tostes, José Newton Cunha e Eder

Hosana Pereira, Vera Loyola e Andrea Silva

Um dos padrinhos, o cineasta Neville de Almeida, aqui com Eder, comparava o enredo do casamento a um filme de Fellini

Rosângela Oliveira, Bete Suzano, Jacob Benoliel e Kerlon Muniz

Isabelita dos Patins levando as alianças

Yuri Antigo, Marcia Veríssimo e Pedro Sena

Marcia Echeverria e Rosana Rodrigues, a Fofa

Alexandre Capelli, Jaqueline Barreto e André Werneck

A saída dos noivos

Um Rio de arte
O ArtRio, que pode ser visitado até amanhã na Marina da Glória, transformou essa semana nossa cidade em um verdadeiro Rio de arte, cores e beleza.

Paula Klien inspirou o artista quadrinista Mike Deodato, da Marvel, para uma obra NFT

Renata Fraga e Paula Severiano Ribeiro em frente ao quadro de Julio Le Parc

Rawlson de Thuin e Sandra Naslausky

Anna Bella Geiger, um dos destaques, com as estampas Equações em cashmere, confeccionadas por mulheres de Katmandu. Foto Ana Branco

Vera Bocayuva. Brenda Valansi, a responsável pelo sucesso do evento, e Antonia Leite Barbosa

Em honra à Desatadora

O aniversário de 20 anos da capela de Nossa Senhora Desatadora e o lançamento do livro sobre ela, de Isis Penido, responsável pela construção da capela, movimentaram Búzios na semana do dia da santa.

Fernando Bicudo. Isis Penido e Dulce de Godoy Bueno

Isis com Sergio Martinolli e com Vera Tostes

Reencontro esperado

O aniversário de Nazaré Bichara foi finalmente comemorado por um grupo pequeno de amigas, como convém ao momento atual, com delicioso e divertido almoço no Chez L’ Ami Martin, que entrou pela noite, com tantas conversas e saudades colocadas em dia.

Nazaré e Cristina Aboim

Regina Valle e Vera Waleska

Novidade saborosa

O gastro-quiosque-bar Delamare Rio, na Vieira Souto, teve pré-inauguração animada, reunindo os amigos dos sócios Pedro Delamare, David zylberstajn e Luiz Carlos Nabuco. Os quitutes de Lelena Cesar fizeram sucesso.

Naná Paranaguá

Beth Accurso, Pedro Delamare e Francisco Grabowsky

Teresa Seiler, Ana Paula Nabuco, Pedro Guimarães e Vanda Klabin

A alegria da chegada

A neta de Nina Kauffmann, Alexa, veio de Dublin para comemorar seus 8 meses com a vovó. Ela amou o bolo de ursinhos que a Lorena fez para ela. Agora, é esperar a festa do batizado…

Bichos dançantes e falantes

A Focus Cia. de Dança estreou seu primeiro espetáculo infantil no Teatro Prudential, na rua do Russel. Serão apenas oito apresentações presenciais, aos sábados e domingos, às 16h, até o dia 26. “Bichos dançantes”, criado por Alex Neoral, diretor artístico e coreógrafo da Focus, é uma aventura onde oito bichos se deparam com um desejo em comum e recebem um desafio de Elisa, uma jabuti que completa 100 anos e quer fazer dessa data tão especial algo inusitado.As vozes dos personagens aparecem em off dubladas por grandes artistas brasileiros, como Lucinha Lins (Elisa, a jabuti aniversariante), Reynaldo Gianecchini (Lauro, o coelho sabichão), José Loreto (Dalton, o cavalo destemido), Mateus Solano (Felício, o macaco astuto), Juliana Alves (Shirley, a bailarina cisne), Fernanda Abreu (Vitória, a água-viva descolada),Tânia Alves (Suely, a coruja protetora), Bianca Byington (Esperança, a inocente esperança). Livro com o texto da peça foi lançado junto com o espetáculo. Os ingressos são vendidos on-line pelo site, pelo totem que se encontra no teatro e pela bilheteria, que funciona de segunda a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 12h às 19h. E, de acordo com decreto da Prefeitura do Rio, é obrigatória a apresentação do comprovante de vacinação contra Covid na entrada do teatro. Fotos Miguel Sá

Lucinha Lins e o neto Lui. Noa e Inã, Alexandre Nero e Karen Brusttolin 

Fernanda Abreu e Reynaldo Gianecchini

Alex Neoral e Tania Alves. Bianca Byington e Juliana Alves

Estrelas no tapete vermelho

Comemorando 1.600 anos, Veneza está com tudo. Depois do bombástico desfile de Dolce&Gabbana, agora abriga até hoje o 78o. Festival de Cinema de Veneza.
Nosso Rodrigo Santoro e Mel Froncokwiak, na estreia de 7 Prisioneiros, que fala de escravidão no trabalho. E Penélope Cruz brilhou no tapete vermelho com um modelo Chanel preto e branco, de novo ao lado de Almodóvar, candidatíssima ao Leão de Ouro.
PUBLICIDADE