PUBLICIDADE

COLUNISTAS ///

Apostou no sonho da mudança

Por Graça Suleiman
A liberdade consiste em aproveitar as oportunidades que a vida nos concede! Este é um pensamento meu, não é de nenhum filósofo! Tenho percebido que as minhas grandes amigas que chegaram à algum lugar, não eram super inteligentes ou super capazes e sim super perspicazes e crentes em si mesmas, sabiam que a força de vontade aliada à persistência e a estratégia (planejamento) é a força motriz para se chegar ao objetivo maior! É foi isto que Patrícia Leão fez.
Patrícia era uma senhora casada, mãe de duas meninas e que trabalhava há anos no Banco Itaú como gerente. Ela acreditou na mudança, em uma segunda chance que poderia ter, em seu sonho e criou estratégias para que ele pudesse ser bem sucedido.
Acompanhe a nossa entrevista:

Hoje sou Microempreendedora, graças a minha formação (MBA em gestão empresarial e coach Executive e Life). Atuei como bancária desde os meus 19 anos, fiz uma linda carreira no Banco Itaú e sai como Gerente Geral Comercial após 24 anos de empresa. 

Desde nova, a arte me acompanha: ganhei prêmios bacanas como ‘Guarujá Arte (1º lugar em 1993), e durante meus 4 anos na Unisantos, obtive o primeiro lugar na Mostra de Talentos. Já no Itaú, participei do concurso cultural ITAU 50 ANOS, obtendo também o primeiro lugar.

Em 2014, quando deixei o banco, imaginei que teria que inovar. Busquei ajuda nos meus desenhos como um “plano B”, mas sentia que precisava me fortalecer, para continuar seguindo em frente!

Fiz terapia para curar algumas dores e busquei apoio de grandes amigos que me mostraram através do coach (Bruno Frota e Marcelle Tiossi) que existe um tremendo potencial em cada um de nós. Entendi meus medos e busquei todas as possibilidades até que, anos atrás, fui requisitada pelo meu marido a assumir a nossa guarita, para que minha cunhada pudesse descansar e ter tempo para cuidar de minha sogra. E isto foi o começo de um novo ciclo para mim: empreender para crescer!

Eu, que sempre lidei com o público, dediquei-me a fazer o que mais gosto e sei fazer: criar e encantar! Sim, pois naquele momento entendi que minha missão era encantar os turistas! Assim, busquei entender nosso mercado e criei diferencial nos produtos, novas estampas, para que o turista saia sempre satisfeito e encantado com o nosso Guarujá.

Levamos a nossa bandeira do Brasil para diversas partes do mundo, pois recebemos em nossa cidade turistas de vários continentes. Enquanto estive na linha de frente do Itaú, sempre estávamos com brilho nos olhos e capacitados para o melhor atendimento. Estudei inglês e espanhol para estreitar cada vez mais relacionamentos com os turistas que nos visitavam na agência, e isso hoje me ajuda muito! Receptividade é tudo! 

Logo que busquei diversificar nossos itens, fui atrás de grandes ideias! Desde o desenhista ao estampeiro, todos merecem aplausos pela competência e pela paciência comigo. Busquei parcerias para que todos ganhassem, bolsas de crochê, tic tac, bolsas do fundo social, cangas, toalhas. Enfim, todos os mini projetos que são sucesso dentro da lojinha. Mas, destaco a grande parceria com minha sócia, Alê. Tudo que temos de diferente é previamente idealizado com muita parceria e carinho!

Ouço cada dica e ela também me ouve, temos respeito uma pela outra e o resultado é o sucesso das duas, sempre, graças a grande equipe que construímos. Cansaço? Sim, como tudo na vida, mas falando do trabalho que é feito com amor e muita paixão, compensa!

Muitas vezes, nos deparamos com contratempos que nos tiram da zona de conforto. Aconteceu comigo, fui obrigada a buscar um novo ciclo, com muita dificuldade neste cenário sobe e desce, mas sempre acordo com um único foco: ser feliz. Com apoio de meu marido e minhas filhas!

Aliás, elas por diversas vezes na loja me surpreenderam! Uma ocasião em que eu estava efetuando a troca de um produto, um cliente mencionou que ficou encantado pelo atendimento na loja do centro. Disse que eram duas irmãs, fora de série! Bom, não preciso dizer a minha gratidão naquele momento. E meu marido é a força motriz para a ciranda permanecer girando!

E assim, a vida segue! Atualmente sigo fazendo chapéus com nome, acessório que o turista pode utilizar para lindas fotos aqui ou em qualquer lugar que registre uma emoção boa de se viver! 

Assim, se não vendo camisetas, vendo cangas, bolsas, chaveiros, canecas, azulejos, viseiras, bonés e agora chapéus!

A dica que deixo é que cada um tem um grande talento! Descubra o seu e vá em frente, com um único foco: o seu sucesso!


*Maria da Graça Rennó de Oliveira Suleiman é blogueira e jornalista profissional diplomada pela FIAM.

PUBLICIDADE